sábado, 11 de outubro de 2008

POESIAS ESPECIAIS: Vote Consciente

VOTE CONSCIENTE

Entre uma eleição bianual e outra
Existe intensa negociação política
Pois a cidadania se atualiza a cada dia
Do contrário, vira letra morta, paralítica

A política não é monopólio das elites
A periferia também pode dar palpites

Vote com independência e coerência
Por uma cidade mais justa e decente
Sem miséria, corrupção nem violência
Consulte sua razão e vote consciente

É muito fácil abaixar a cabeça
E fingir que tudo está perdido
Faça como o Sol: amanheça
Sempre com brilho renascido

Não sejam marionetes de proselitismo
Transforme seu idealismo em realismo

Uma potência alegre, pacífica e criativa
Está em ebulição e evolução incessante
Mas sua participação coletiva é decisiva
Para nosso Brasil ter um futuro brilhante

Encaminhe sem burocracia essa poesia
E salve os (e)leitores dessa triste apatia

( POETA DO SOCIAL )

Em homenagem às Eleições Municipais de 2008

3 comentários:

Joey disse...

ótimo blog!

keep going!

João Alberto disse...

Bela poesia, e que nosso povo votem consciente.
Um Abraço.

Darcy Mendes disse...

É a poesia a serviço da comunidade.
Parabéns!