sábado, 11 de outubro de 2008

POESIA ESPECIAL: Versos da Fome

VERSOS DA FOME

Que este Natal sintonize toda sua luz
Com a sabedoria e coerência de Jesus.
Que o Novo Ano reaqueça seus ideais
E os revitalize de amor, justiça e paz!

Os versos da fome insistem em ecoar
Mas multidões não conseguem captar
Seus protestos passivamente afinados
Pelas desigualdades de todos os lados.

Enquanto intenções ainda adormecem,
Seres vivos se levantam e se despedem
Sem arte da poesia de uma vida rimada
Pelas feridas de uma miséria sem saída.

Que a dor do mundo e suas carências
Despertem da inércia as consciências
E as convidem a refletir com urgência
Sobre as suas causas e conseqüências!

( POETA DO SOCIAL )

Em homenagem ao Natal/Reveillon de 2007

1 comentários:

Kawan disse...

Parabéens blog mt interressante e envolvente, assunto alem de ser mt bem elaborado e mt bem desenvolvido atravez dos textos !

vlw ...