sexta-feira, 18 de julho de 2008

POEMITO II: Versos em Grito

O lucro bóia nas enchentes do capitalismo – que mar morto!

A fé se evapora nas cinzas do dogmatismo – que ar poluído!

A humanidade fenece no vulcão do egoísmo – que fogo insano!

O planeta afunda no quintal do cristianismo – que terra infértil!

VEIA ESTOURADA do Poeta do Social

2 comentários:

Dan disse...

Seu Blog é bem ousado!!! Parabéns pelas poesias!!!

Luciana disse...

foi curto e grosso, embora acredite que cristianismo ainda tem muito ao que ser discutido.