sábado, 10 de dezembro de 2011

POESIA: Vidas Adormecidas e Relações Despertadas

VIDAS ADORMECIDAS E RELAÇÕES DESPERTADAS

Dedico essa poesia a você que se julga sem tempo,
Mas vive deixando o relógio da vida no esquecimento.

Dedico essa poesia a você que prioriza redes sociais,
Mas esquece de articular e cultivar contatos presenciais.

Dedico essa poesia a você que fará aniversário,
Inclusive o aniversário de um ano sem dar notícias.

Dedico essa poesia a você que acredita na amizade,
Apesar de nunca mais ter lhe cumprimentado na cidade.

Dedico essa poesia a você que já dançou comigo,
Mesmo que nossos passos tenham saído do compasso.

Dedico essa poesia a você que nunca me compreendeu,
Ainda que o preconceito tenha sido sempre um critério seu.

Dedico essa poesia a você que se diz forte por não chorar,
E por isso continuas analfabeto na arte sensível de amar.

Dedico essa poesia a você que apareceu de repente
E ousou plantar na gente a mais eterna semente.

Dedico essa poesia a você que nunca terminou um livro,
Mas que adora começar inesquecíveis romances.

Dedico essa poesia a você que desistiu de sonhar,
Entretanto, não vê a hora de se reerguer e recomeçar.

Dedico essa poesia a você que gostaria muito de viajar,
Porém, teme a mudança que a liberdade pode proporcionar.

Dedico essa poesia a você que não curte dedicatórias,
Mas que sabe tecer e administrar uma vida de glórias.

Dedico essa poesia aos heróis que atuam no anonimato
E que sabem mudar o mundo sem alarde nem retrato.

( PABLO ROBLES - POETA DO SOCIAL )

0 comentários: