terça-feira, 8 de março de 2011

POESIA: Arco-íris soberano

ARCO-ÍRIS SOBERANO

A sociedade tantas vezes tenta
Te diminuir, te humilhar, te derrubar;
Mas tu sabes vencer qualquer tormenta,
Destoando ao longo da história secular.

Sem ti, o amor não conseguiria sorrir;
A força não teria a flexível delicadeza.
A humanidade não teria tamanha beleza
E a vaidosa razão jamais se permitiria sentir.

Tudo fica mais lindo com a tua existência:
A vida, mais leve; o caminho, mais florido;
A canção, mais bela; o poema, mais colorido.
As paixões assumem mais sentido e eloqüência.

Os homens já colonizaram continentes
E ousam até desbravar outros mundos,
Mas os universos femininos profundos
Seguem inacessíveis para tanta gente.

Nos trabalhos, desigualdades imperam.
Tradições patriarcais ainda prevalecem...
De muitos assédios as mulheres padecem...
Preconceitos machistas a elas se impuseram.

O tempo trata de corrigir os absurdos.
As mulheres vêm conquistando seu valor;
A cada geração, ganham mais respeito,
Afirmando sua dignidade e aliviando sua dor.

Feliz do homem evoluído por uma mulher.
Abençoada a arte inspirada pelo seu toque.
Seus exemplos engrandecem multidões a reboque.
Ainda que o chão estremeça, elas continuam de pé.

A mulher é o Sol que nunca se esconde;
A chama que não queima e nem se apaga;
É o arco-íris supremo, de tintas infinitas,
Sob molduras muito mais vibrantes e bonitas.

( Pablo Robles - POETA DO SOCIAL )

Em homenagem ao Dia da Mulher de 2011

2 comentários:

susu disse...

Muito lindo, Pablo. Parabens por sua sensibilidade.

Rogaciano disse...

Pablo,
Su poema tiene un profundo sentimiento de revolución y libertad, con contenido histórico, sociológico y mucha sensibilidad. Y viva la lucha de las mujeres.

Rogaciano (Tauá-CE)